Marco Aurélio defende armamento para guardas municipais


guardas municipais-brasil-pernambuco-afogados da ingazeira-armada-armamento

O armamento da Guarda Municipal do Recife voltou a ser tema de debate com o primeiro secretário da Câmara do Recife, Marco Aurélio Medeiros (PRTB). Nesta quarta-feira (26), durante aparte ao vereador Ricardo Cruz (PPS), Marco Aurélio defendeu que o grupamento seja armado para ajudar na segurança da Cidade e chegou a afirmar que a iniciativa seria um "gol de placa" se o prefeito Geraldo Julio (PSB) municiasse o efetivo para atuar na prevenção da Capital.

"Penso que se os guardas forem para as ruas armados trarão mais segurança", defendeu Marco Aurélio. De acordo com o primeiro secretário da Casa, faltam interlocutores que dialoguem com o gestor e mostrem a ele a necessidade de munir a Guarda. "Porque se ele [prefeito] ouvir a pessoa certa, vai colocar a guarda armada na rua", frisou, afirmando que os profissionais vêm contendo a criminalidade "na unha".

Durante o debate, Marco Aurélio afirmou que existem condições para que a lei federal que prevê o armamento seja aplicada. Ele disse ainda que ouviu membros da corporação e os mesmos afirmaram que o armamento não traria custo porque já existe todo equipamento.

GratuidadeA Câmara Municipal aprovou, nesta quarta, em primeira discussão, um projeto de lei que prevê a gratuidade para os guardas municipais em eventos esportivos, salas de cinema, cineclubes, shows e espetáculos circenses. A proposta é de autoria do vereador Ricardo Cruz. 

De acordo com a matéria, o direito da gratuidade só deve valer mediante a apresentação da carteira funcional que também é um dos pleitos da categoria. A segunda votação, que deve decidir de vez a gratuidade, deve acontecer na próxima reunião plenária. Em seguida a matéria será encaminhada ao prefeito Geraldo Julio."Fonte: FolhaPe"

Comentários

Anterior Proxima Página inicial